X
Acesso aos Serviços

Notícias / Crea-BA

Notícias

Crea e Prefeitura promovem treinamento sobre arboviroses

Capacitação foi direcionada para a equipe de fiscalização

14/11/2019

 



O verão está chegando e junto a estação mais quente do ano uma preocupação: o índice de infestação do mosquito Aedes aegypti. Pensando em ajudar a combater a incidência do principal transmissor da dengue, zika e chikungunya, o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Bahia, que integra o Comitê Municipal de Prevenção e Controle das Arboviroses (criado em maio deste ano por meio do Decreto Nº 31.067), em parceria com a Prefeitura de Salvador, promoveu nesta quinta-feira (14), um treinamento voltado aos fiscais.

A ideia da capacitação é fazer com que os fiscais do Crea, no ato da fiscalização da obra, oriente quanto aos cuidados que devem existir no canteiro para evitar a incidência do mosquito. “O Conselho tem um trabalho voltado para a melhoria das condições de vida da sociedade e considerando a importância da atividade das equipes de fiscalização, a instituição não poderia ficar de fora de uma ação como essa. Vamos identificar o foco das arboviroses nos canteiros de obras e levar as informações à Secretaria de Saúde”, afirma o membro titular do comitê e funcionário do Crea-BA, Francisco Santa Bárbara.

Representando o presidente do Crea, na oportunidade, a superintendente Cláudia Miranda, afirmou que inserir o combate às arboviroses no ato da fiscalização reforça o papel social do Conselho. “Estamos imbuídos em ajudar neste trabalho, já que temos a tarefa de fiscalizar o exercício profissional em toda a Bahia, porque não sinalizar os possíveis focos das arboviroses?”, acrescenta.

Um levantamento do índice de infestação, realizado pelas equipes de campo da Subcoordenadoria de Ações e Controle das Arboviroses, entre 30 de setembro e 04 de outubro, identificou que Salvador está em caso de alerta com o índice de 2,2. Segundo os dados da Secretaria de Saúde, o Subúrbio Ferroviário é uma das áreas mais preocupantes.

O biólogo do Centro de Zoonoses, Carlos Alberto Santana, lembrou do envolvimento das equipes de fiscalização do Crea na campanha de combate ao Aedes aegypti, em 2016, quando Salvador teve altos índices de infestações. “O Crea confeccionou um material de divulgação que impactou positivamente no nosso trabalho. Foi uma grande e importante ajuda. Esperamos que com esse treinamento essa parceria se fortaleça cada vez mais”, colocou.

Além de Carlos Alberto Santana, participaram do treinamento que destacou principalmente a situação epidemiológica da capital baiana bem como as ações de controle, a equipe do Centro de Zoonoses, o médico veterinário Max Vitório Resende e o supervisor de campo, Zenivaldo Lírio da Silva.



Nadja Pacheco

Fonte: Ascom Crea-BA

COMPARTILHE ESTE CONTEÚDO

notícias

ver todas

revista

Revista 66

Edição 66 | 2019


outras edições