X
Acesso aos Serviços

Notícias / Crea-BA

Notícias

Engenheiros Químicos são bem representados em Câmara

Colegiado é um dos mais atuantes do Crea-BA

20/09/2019




Petroquímica, agronegócio, indústria farmacêutica e de processamento. Esses são apenas alguns dos vários campos de atuação do engenheiro químico, profissional que trabalha na concepção e avaliação de processos industriais, controle de qualidade, desenvolvimento de regras de saúde e segurança e proteção do meio ambiente. Para garantir não só entendimento sobre área de atuação, como fortalecimento e valorização da profissão, a Câmara Especializada de Engenharia Química do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Bahia atua com posicionamentos na  defesa da Engenharia Química, de Alimentos e de Materiais e contribuições valorosas em torno das modalidades.

Para dar visibilidade às áreas, a Câmara tem realizado ao longo dos anos reuniões com instituições de ensino, encontros itinerantes e ainda integra o GT de Sustentabilidade, incentivando a fabricação de sabão líquido sustentável, produzido a partir do óleo de cozinha. “Continuaremos com os nossos projetos atuais, ampliando-os e incluindo cada vez mais representantes da modalidade. Temos que mostrar a versatilidade da formação do Engenheiro da Modalidade Química, muito restrita na Bahia à atuação na área petroquímica. Há mais campo profissional para nossos engenheiros”, ressalta o coordenador do colegiado, Luís Filipe Freitas.

De acordo com o coordenador, os conselheiros da câmara estão engajados na criação de uma associação de engenheiros químicos para ampliação deste fórum de discussão da modalidade, como forma de proporcionar também o aumento da representatividade no conselho. Para Luís Filipe, o desenvolvimento do Brasil depende do investimento na indústria nacional, que se faz com os engenheiros da modalidade química, elétrica e mecânica. “Para que o Brasil cresça, não podemos continuar com uma economia baseada em exportação de minérios, grãos, carne in natura e produtos com pequeno ou nenhum processamento. Não podemos ter uma sociedade onde jovens qualificados e capacitados tenham como única alternativa profissional a aprovação em um concurso público”, destaca.

Luís Filipe chamou ainda atenção para a necessidade de desenvolver ações que aproximem os profissionais do Conselho. “Que o Crea seja o Conselho de todos os engenheiros, agrônomos e profissionais das geociências. Nós somos o Crea”. Existem 3.634 profissionais registrados na modalidade química no Conselho Baiano.

Pai da química - Um dos químicos mais famosos de todos os tempos e considerado o pai da Engenharia Química foi Alfred Nobel, que durante sua vida contribuiu muito para o desenvolvimento de novos processos químicos, sendo considerado o inventor do dinamite e também da borracha sintética.


*Contribuíram para a produção da matéria os conselheiros José Antônio Cunha, Luciano Hocevar e Rubem Barros.

 

Nadja Pacheco

Fonte: Ascom Crea-BA

COMPARTILHE ESTE CONTEÚDO

notícias

ver todas

revista

Revista 65

Edição 65 | 2019


outras edições