X
Acesso aos Serviços

Notícias / Confea

Notícias

Homologação de cursos e EAD dominam reunião dos presidentes de Creas

Presidentes deverão levar ao MEC uma proposta sobre o tema do EAD

13/05/2019



Na quinta-feira (9), segundo dia da reunião do Colégio de Presidentes de Creas que acontece em Palmas (TO), os trabalhos começaram com os informes dos conselheiros federais que coordenam as comissões do Confea, a de Assuntos Institucionais (Cais), de Ética e Exercício Profissional (Ceep), Normas e Procedimentos (Conp), Eleitoral (CEF) e de Controle e Sustentabilidade do Sistema (CCSS).

Entre todos os temas, a homologação de cursos – uma das atividades do Sistema Confea/Crea - e o ensino a distância (EAD) deram continuidade às discussões iniciadas no primeiro dia da reunião, os mais debatidos e que basearam a sugestão da criação de manuais com os critérios atuais para a avaliação e fiscalização de cursos. Todas as manifestações foram favoráveis às propostas e reforçaram o que o presidente do Confea, eng. civ. Joel Krüger, vem defendendo.

Se há unanimidade quanto ao que fazer para avaliar e homologar cursos que formam os profissionais reunidos pelo Sistema Confea/Crea, o mesmo não acontece com o ensino a distância (EAD).

Diante de opiniões divergentes, o presidente do Confea sugere que o colegiado discuta e faça uma proposta a ser levada ao Ministério da Educação sobre o tema. Como devem ser os cursos? Inteiramente a distância? Uma porcentagem pode ser definida? Que matérias podem ser ensinadas a distância, quais exigem a presença dos alunos? Essas indagações devem ser respondidas pelos Creas e o assunto deverá permanecer na pauta de discussões e ser desenvolvido pelos presidentes dos Regionais.

Outros dois temas debatidos no dia foram a Resolução 1.114, de 2019, que trata do regulamento eleitoral para as eleições de presidentes do Confea, dos Creas e de conselheiros federais, e a Lei 12.813/2013, que trata do conflito de interesses no exercício de cargo ou emprego de funcionários do Poder Executivo, aos quais é vedado prestar serviços, ainda que eventuais, a empresa cuja atividade seja controlada, fiscalizada ou regulada pelo órgão ao qual o funcionário está vinculado. Ambos renderam propostas para continuar na pauta do Colégio de Presidentes, que se reúne novamente em junho, em Aracaju (SE).

O mérito da proposta relativa à formulação de projetos a serem enviados ao Confea, sobre de que forma se dará a distribuição dos recursos pelo Confea aos Creas, também foi tratado. Ao participar da 2ª reunião ordinária do Colégio de Presidentes, Reynaldo Barros, superintendente de Integração do Confea, anunciou recursos da ordem de R$ 46.650.000,00 para reforma de inspetorias ou sede dos Creas . "No total, é isso que está disponibilizado no orçamento", disse, antes de solicitar que os regionais interessados enviem seus projetos em julho para que o valor - R$ 2.300.000,00 para cada Crea - possa ser disponibilizado entre os meses de outubro e novembro próximos.

Reynaldo defendeu a viabilização do convênio com os interessados "para que os recursos sejam disponibilizados ainda este ano".

Maria Helena de Carvalho
Equipe de Comunicação do Confea

Fonte: Equipe de Comunicação do Confea

COMPARTILHE ESTE CONTEÚDO

notícias

ver todas

revista

Revista 63

Edição 63 | 2019


outras edições